Toda corporação que deseja alcançar o sucesso precisa prestar atenção na vestimenta utilizada pelos seus colaboradores. O ideal é investir em uniformes para empresas — que, basicamente, consistem em peças padronizadas e desenvolvidas especialmente para uma determinada marca e profissão.

No entanto, não basta confeccionar trajes iguais para toda a equipe. É preciso considerar detalhes importantíssimos, como o tipo de atividade exercida por cada profissional. Com esse cuidado, será possível oferecer o máximo de conforto aos colaboradores e, consequentemente, melhorar o rendimento de todos.

Dito isto, o melhor caminho é conhecer os modelos de uniformes para empresas mais utilizados no momento e quais deles conversam melhor com a proposta da sua marca. Para ajudá-lo, trouxemos para o post de hoje tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Continue a leitura e fique por dentro!

Os cuidados na hora de escolher uniformes para empresas

Nos últimos tempos, o ramo da confecção corporativa se desenvolveu muito. Diante da necessidade, existe uma imensa variedade de uniformes que se encaixam em diversos segmentos do mercado. Para escolher o modelo ideal, a saída é analisar alguns pontos importantes, como:

  • a área de atuação do profissional;

  • as atividades desenvolvidas no dia a dia;

  • a jornada de trabalho;

  • a paleta de cores da marca;

  • o tipo de tecido;

  • o modelo da peça.

Fora isso, é interessante considerar as estações do ano e, sempre que possível, priorizar os tecidos de fácil lavagem e adaptar a vestimenta conforme a temperatura da época. Tais cuidados, sem dúvidas, serão os responsáveis por proporcionar mais bem-estar e motivação aos profissionais da equipe.

De qualquer modo, existem algumas peças consideradas curingas. Ou seja, são itens usados pelas grandes marcas, que conseguem suprir as necessidades de profissionais atuantes em diversos setores. Veja as principais delas:

Os principais tipos de uniformes para empresas

Depois de analisar os pontos mencionados acima, que tal conhecer os modelos de uniformes para empresas mais usados na atualidade? Normalmente, cada categoria é definida de acordo com o ambiente de trabalho e a função de cada profissional.

Uniforme social

Como o nome já diz, o uniforme social é indicado para ambientes formais, onde há a necessidade de transmitir seriedade. Um bom exemplo disso são os profissionais que atuam como gerentes de vendas, consultores, recepcionistas ou qualquer outra atividade especializada em lidar diretamente com o público.

Para completar a proposta, o ideal é utilizar peças de microfibra ou tricoline, além de investir em cores neutras e discretas, contando apenas com o logotipo da organização. Decotes, transparências e recortes muito justos ou curtos devem ser evitados.

Uniforme padrão

O uniforme do tipo padrão é indicado para profissionais que também prestam atendimento ao público. Porém, esta é uma opção para empresas que não têm um dresscode tão formal e, em alguns momentos, até transmitem um espírito jovem e casual no trabalho.

Por essa razão, tais corporações podem apostar em modelos de uniforme com mais detalhes e tonalidades diferentes, mas sem exageros. Aqui, as peças em algodão ou jeans também são bem-vindas.

Aventais, guarda-pós e jalecos

Os aventais, guarda-pós e jalecos devem ser usados por profissionais que trabalham, diariamente, com materiais responsáveis por causar agressões, sejam elas sujeiras, manchas, puídos ou rasgos.

Para ilustrar melhor, basta lembrar de chefs de cozinha, cabeleireiros, veterinários, pesquisadores de laboratório e por aí em diante. Nesse caso, o ideal é desenvolver trajes que sejam resistentes, de fácil manutenção, longa durabilidade e baixo desbotamento. O brim é o principal deles.

Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)

Para finalizar, temos os chamados EPIs, que são considerados os uniformes mais seguros. São vestimentas que foram desenvolvidas com base na Norma Regulamentadora nº 06 (NR-06), do Ministério do Trabalho, e proporcionam ao trabalhador total proteção durante as suas atividades.

Na maioria das vezes, essas peças são recomendadas para profissionais que realizam funções de alto risco e, portanto, precisam contar com uma vestimenta capaz de evitar o surgimento de doenças ou acidentes ocupacionais.

Bombeiros, policiais, eletricistas de alta tensão, indivíduos que atuam na construção civil e colaboradores de frigoríficos são apenas alguns dos muitos profissionais que estão constantemente expostos a riscos. Portanto, todo cuidado é pouco!

O que achou do nosso post sobre os diferentes tipos de uniformes para empresas? Se quiser receber outras dicas como estas, acompanhe as nossas páginas nas redes sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

Você pode gostar de: